Make your own free website on Tripod.com

“Sealing-Soil”, a tecnologia de isolamento definitivo dos metais pesados para aterro sanitário final com o auxílio de zeólitas naturais

Akihisa Motoki, Hideo Minato; José Luís Peixoto Neves; Aline Freitas da Silva; Dean Pereira de Melo

Apresentação em painel, V Semana UERJ de Meio Ambiente, UERJ, Rio de Janeiro, 01-04 de junho de 2004.

A civilização contemporânea é baseada na alta produção industrial, oferecendo conforto para a vida diária, porém provocando sérios danos ambientais. Dentre estes, as poluições químicas por metais pesados, tais como de Cu, Pb, Zn, Cd, Ni, Cr, Co, Hg e As, geram sérios problemas ao meio ambiente e a saúde humana. Os metais contaminantes são colocados no aterro sanitário final com objetivo de impedir a sua saída para o meio ambiente. O chão e as paredes do aterro sanitário final eram constituídos por ferro-concreto e suas superfícies eram revestidas com borracha, polietileno ou lona. Entretanto, tal estrutura pode ser rompida em um período relativamente curto por meio de rachaduras e conseqüente vazamento dos poluentes. A tecnologia de “Sealing Soil”, desenvolvida, patentiada e em aplicação no Japão, realiza o isolamento total dos metais pesados por meio da adsorção iônica por zeólita natural, composta principalmente de clinoptilolita e mordenita, e o de água por argilo-minerais. A aplicação dos minerais naturais oferece grande estabilidade na estrutura cristalina perante os processos intempéricos em comparação com as dos sintéticos, dando maior durabilidade na retenção dos metais pesados altamente poluentes. Os ensaios em laboratório indicaram uma durabilidade em torno de 20.000 anos.


Homepage Mineralogia