Make your own free website on Tripod.com

Desenvolvimento dos métodos para prospecção de minerais pesados nos sedimentos correntes nas regiões jusantes dos rios em escala continental

Akihisa Motoki *; José Luíz Peixoto Neves *; André Pereira Dias *; Daniel Loureiro Dias **; Paulo Guimarães *; Lóris Lodir Zucco ***

*) Departamento de Mineralogia e Petrologia Ígnea, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (DMPI/FGEL/CTC/UERJ), Rua São Francisco Xavier 524, Sala A4005, Maracanã, Rio de Janeiro.
**) Departamento de Oceanografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (OCN/IGEO/CTC/UERJ)
***) Colégio Técnico da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CTUR/UFRRJ)

Bol. Res. 7 Simp. Geol. Sudeste, 201. Apresentação em apinel
27 de novembro - 10 de dezembro de 2001, UERJ, Rio de Janeiro.


Este trabalho apresenta o aperfeiçoamento do método desenvolvido por Kyoto Fission Track Co. Ltd. durante 40 anos de pesquisa em separação de zircão, denominado sistema ZR-2000. O referido sistema foi instalado no próprio Kyoto Fission Track e no Department of Earth and Planetary Science, Tokyo Institute of Technology, Japão. Com o auxílio deste sistema, pode-se separar zircão para datação geocronológica em uma quantidade de amostra representando apenas 1/20 da utilizada no método convencional. De acordo com a modificação dos parâmetros operacionais da linha de separação, pode-se extrair monazita, apatita, rutilo, espinélio e diamante com alta eficiência. Aproveitando o alto desempenho do sistema ZR-2000, a prospecção mineral em zonas de baixa concentração, tal como areia de rio nas regiões jusantes, tornou-se possível.

Na prospecção mineral convencional, as amostras a serem analisadas são retiradas geralmente nos cascalhos de rios, entretanto, no presente método, coletam-se as amostras na areia fluvial da região médio jusante. Durante o trabalho de campo na etapa de pré-concentração, em cada ponto é coletada aproximadamente 60kg de areia. As amostras concentradas de 200g a 2kg são levadas ao laboratório para serem submetidas ao sistema ZR-2000. Através deste método, conseguiu-se separar e analisar minerais pesados presentes em uma jazida sedimentar de caulim. 

O presente método permite a ampliação da área de prospecção mineral no sentido da geologia econômica, complementando o método convencional. Além disso, existe outra aplicabilidade relevante para pesquisa básica da geologia. Com a aplicação deste método, pode-se estudar os minerais pesados até mesmo nas areias da desembocadura dos grandes rios, tais como Rio Amazonas, Rio São Francisco e Rio de la Plata. Os materiais presentes na desembocadura destes rios correspondem a mistura geral dos minerais constituintes da crosta continental. Sobretudo certos minerais pesados tais como ilmenita, granada, estaurolita, monazita, xenotima, turmalina, rutilo, zircão e diamante, resistem ao ataque intempérico e abrasão durante o transporte. Através dos estudos destes minerais, pode-se abrir uma nova oportunidade nas pesquisas de crosta continental.


Homepage Mineraloia